Estrada da Rosa

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estrada da Rosa

Mensagem por Balerion em Ter Mar 07, 2017 10:55 am



Estrada da Rosa

A Estrada da Rosa é a maior estrada de Westeros depois da Estrada Real. Começando nas Terras da Coroa e estendendo-se por toda a Campina até Vilavelha. Ela cruza o Vago em Ponteamarga, e mais uma vez em Jardim de Cima, onde se encontra com a Estrada do Oceano.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada da Rosa

Mensagem por Rowena Tarly em Qua Jul 05, 2017 11:59 am



A DISCOVERY?
-
Got something else missing we were too different baby I've been looking back now I really should've worked it out. Yeah, I really should've worked it out. Because now that you're gone and I sleep alone I can't help it, I want you back.

Fim de Tarde ▪ Estrada da Rosa ▪ Nublado ▪ Com NPC


♦♦♦

Naquela manhã tomei banho sequei meu cabelo e botei meu único vestido preto, um modelo solto, meio esvoaçante, de mangas três quartos. Ao me olhar no espelho pensei que ficava bem de preto, a cor combinava com meus cabelos, a pele alva e os olhos verdes. De repente bateu saudades do meu falecido pai, nossa como eu adoraria conversar com aquele homem hoje e pedir conselhos, como ele sempre me dava.

Antes que as lagrimas começassem a percorrer meu rosto me recompus, eu tinha um encontro no início da tarde com o capitão da guarda do meu castelo. Pelo que me deu a entender o mesmo queria me contar alguma coisa, fiquei absolutamente curiosa e não via a hora de finalmente saber do que ele estava falando.

Após está pronta sai de meus aposentos e comecei a caminhar pelo castelo, estava tudo muito calmo e a presença de papai mamãe e meu irmão faziam falta, em alguns dias eu esperava sua chegada não sei ao certo se eu reconheceria Ashton pois havia muito tempo em que eu não o via, entretanto com certeza iria lhe dar um abraço forte os sete sabem o quanto eu estava me sentindo sozinha, Monte Chifre não era mais o mesmo.

Percorri todo castelo e percebi que havias alguns problemas que precisavam ser resolvidos, o castelo estava sem lord e seu herdeiro não se encontrava. Então eu mesma por hora deveria resolve-los, com a ajuda do intendente Jaime consegui resolver algumas coisas outra, no entanto deixei que meu irmão resolvesse quando chegasse. Sendo assim caminhei em direção ao exterior do castelo onde uma égua já selada me esperava, um dos guardas mais antigos de meu pai me ajudou a monta-la em seguida com um aceno se despediu. Estava preocupado pensando onde eu iria, mas não me importei eu não era mais uma criança, e já sabia me comportar, fora o fato de dois cavalheiros muito habilidosos e de confiança iriam me acompanhar. A pedido do Sor. Maylor eu deveria me encontrar com ele em Estrada da Rosa, não era muito distante de Monte Chifre e também minha família tinha muitas amizades por toda a Campina, se precisasse algum lord com certeza me daria uma cama e um teto para que eu pudesse descansar.

Finalmente chegou ao meu destino depois de algumas horas, meus longos cabelos já estavam um tanto quando molhados devido ao suor e minha pela oleosa, não me importei continuei cavalgando até que vi a figura do capitão logo a frente “ – Vocês dois esperem aqui, enquanto tenho uma conversa em particular com Sor. Maylor... “ os guardas ficaram intrigados porque eu havia ido um pouco longe para conversar com o próprio capitão do meu castelo. Os ignorei e fui em direção a tal homem, minha égua obedeceu embora demostrasse pistas de que estava realmente cansada.

- Lady Tarly fico feliz que tenha atendido meu pedido e vindo até aqui, com certeza aqui teremos mais sigilo...

Sor. Maylor era um homem velho porem muito habilidoso e que desfruta de muita confiança do seu falecido pai, o mesmo estava um pouco tremulo como se tivesse dúvidas se realmente deveria falar o que tinha planejado.

– Sor. Só me sujeitei a tal percurso tamanha minha imensa curiosidade, espero que seja algo que realmente faça valer todo o cansaço que estou sentindo, sou uma lady e não estou acostumada a passar por isso... “ terminei em voz firme, enquanto segurava as rédeas de minha égua para que ela permanecesse imóvel.

– Bom seu pai e sua mãe mandariam me decapitar se soubessem que eu  iria lhe contar esse segredo... " quem vai mandar decapita-lo se não falar logo, vai ser eu pensei " ..mas já que infelizmente os dois já se foram sinto que devo lhe contar... bem quando você nasceu...

Antes que o Sor. Pudesse continuar um dos homens que haviam me acompanhado durante a viagem veio cavalgando rapidamente em sua direção, desceu de seu cavalo sacando a espada e partiu para cima dele. Me assustei naquele momento e conduzi minha égua para longe dos mesmos, o que estava acontecendo ?? Por que dois homens que me serviam estavam se atacando ?? Antes que minhas dúvidas fossem respondidas o outro homem que haviam me acompanhado, também estava confuso mas manteve a calma e gritou “ – Vamos m’lady não sei o que está acontecendo, mas tenho que lhe manter segura por agora... “ por um momento observei o duelo que estava ocorrendo em minha frente, mas resolvi que era melhor sair dali e pensar no caso mais tarde quando estivesse deitada em minha tranquila cama.

Cavalguei até o lado do meu guarda e começamos a correr saindo do local, eu não estava entendendo nada o que o capitão iria me contar ? E por que um dos meus guardas o atacou ? Eram duvidas que passava pela minha mente, meus cabelos se desprenderam caindo sobre meus ombros e eu já estava completamente com raiva, assustada e confusa.

Passada algumas horas finalmente estava prestes a chegar em Monte Chifre, o guarda que me acompanhava tinha se mantido calado a viagem toda provavelmente também não havia entendido nada. Pelo jeito que aquele combate estava indo com certeza um dos homens já havia morrido, ou os dois. Eu desejava que apenas o capitão sobrevivesse pois assim eu ainda poderia saber o tal segredo que ele pretendia me contar.

Adentrei o pátio do meu castelo desmontando em seguida, e caminhei em direção ao seu interior gritei para que algumas criadas subissem até meus aposentos e me ajudassem em um banho. Enquanto elas escovassem meus cabelos eu poderia criar hipóteses sobre o ocorrido naquela tarde, agora mais do que nunca eu precisava de meu irmão junto a mim. Quem havia mandado matar nosso capitão, qual segredo ele escondia e a mando de quem o guarda estava a trabalhar ? Essas eram perguntas que o herdeiro da Casa Tarly iria ter que responder para mim assim que chegasse, eu estava confusa, mas por hora só queria um belo banho e uma massagem em minhas costas.

Encerrado !
-

thanks weird

_________________
You're a sun. Bright, beautiful, the world needs you. I'm a moon. Constantly chasing you.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada da Rosa

Mensagem por Lisbeth Oakheart em Qua Jul 26, 2017 7:03 pm



ON THE ROAD

- Acha que Lady Desmera tem um vestido mais belo que esse? Esqueça. Não me importa. Ela é velha. Mesmo um vestido mais belo não ficaria tão bem quanto este. E olhe que estou viajando. Essa é a prova de que sou uma nobre completamente versátil. Muitas Ladys trocariam muitas jóias por isso. Será que já estamos próximos? Não aguento mais uma hora nesse balanço. - Tagarelava a jovem Oakheart. Se em outros tempos a Casa dos Senhores do Carvalho haviam sido homens e mulheres ríspidos, altivos e claros, a última de sua linhagem não ia muito além de uma menina relapsa. Lisbeth Oakheart havia crescido cercada de luxo providencial, de bajuladores e mais vestidos do que era capaz de usar. Ainda assim, sua principal preocupação aos dezenove anos era ter uma vestimenta mais bela e cara que a de sua soberana.

Seu povo seguia bem, tinham as barrigas cheias e suas leis eram justas. Isso era distração suficiente, e pouco importava se a Lady governante era ou não uma moça superficial e irritadiça. Lisbeth havia herdado as habilidades diplomáticas de sua mãe, e com a ajuda de um bom intendente, mantinha suas finanças em excelente estado. Era uma bela jovem, não havia como negar, e mesmo que suas ambições fossem fúteis sob certo aspecto, seu rosto atraía a atenção necessária para conquistar alianças valorosas. Seu destino, naquela data, era Highgarden, onde se reuniria por cerca de duas luas com os membros da casas suserana.

Apesar das críticas que Lisbeth atraía, honrava o juramento feito por sua casa aos Tyrell, e orgulhava-se muito disso. Logo, quando foi convocada, não tardou em responder. Antes que o torneio em honra de Desmera Tyrell, havia política a ser discutida, e mesmo que esse não fosse o principal passatempo de Lisbeth, ela estaria na reunião de seu Lord. Sua comitiva viajava rápido, em carruagens fortes, feitas de carvalho e ferro nobre. Seus cavaleiros vestiam mantos dourados, muito similares aos da Guarda Real, e suas damas de companhia eram quase tão infantis quanto a própria Lady.

- O que acham que os Tyrell querem? Particularmente odeio batalhas. Quero deixar meus cavaleiros protegendo minhas terras e felizes. Mas não desobedeceria Highgarden, é claro. Será que precisaríamos de armaduras novas? Nunca estive em uma guerra. Poderíamos finalmente ter uma ferraria extra em Old Oak. Ei, Lady Olessa, não sente em meu vestido! - Continuava a moça, até que finalmente a fortaleza Tyrell surgiu no horizonte, bela e imponente. Lisbeth sorriu de orelha a orelha, pendurando-se na janela da carruagem para ver melhor. A viagem finalmente chegara ao fim.

ENCERRADO

Maybe you can save my soul. Pray for me sister. Give me a mention. I got no faith

_________________
LISBETH OAKHEART

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum