Sala de Venenos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala de Venenos

Mensagem por Azor Ahai em Ter Jun 13, 2017 7:37 am


Compartimento secreto localizado na Torre Cadente. É um pequeno cômodo construído após Elaena Dayne assumir o controle de Tombastela. O acesso à pequena sala é feito através de uma passagem secreta localizada na lareira do Quarto da Estrela Maior. Dentro da sala, é possível encontrar os mais variados tipos de antídotos e venenos, assim como, ervas e ingredientes usados na arte do preparo de poções mortais. 

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Venenos

Mensagem por Elaena Dayne em Sab Jul 01, 2017 9:54 pm

Meu doce cantinho de amor

Bondade? Lady Elaena Dayne não era nenhum exemplo de tal atributo, na verdade, aquela mulher não passava de uma megera sem preceitos e que sempre estava preparada para cometer algum ato de maldade. Naquele dia, tinha saído do seu quarto, junto com uma serva chamada Ginger. Juntas, as duas seguiram em direção à saleta de venenos de Tombastela, onde a Dayne poderia fazer mais uma de suas experiências macabras. – Não precisa ter medo, verás que meus estudos também compreendem coisas boas. – ela acalmou a menina, na tentava de conforta-la. A sala de venenos não era o lugar grande, e a menina pôde ver isso, assim que elas adentraram aquele cômodo que só podia ser acessado através de uma passagem que existia da lareira do quarto senhorial do castelo. – Aqui é meu refúgio, é aqui que esqueço todos os problemas e me dedico àquilo que gosto. – disse a senhora. Em seguida, caminhou até a mesa disposta naquele recinto, onde pegou um recipiente fundo de porcelana e um pistilo, a fim de começar os experimentos daquele dia.

- Sente ai querida, enquanto preparo tudo, hoje sua função é apenas me observar. – a mulher disse para a outra se sentar em uma cadeira localizada perto da mesa. Enquanto a serva se acomodava no assento, Elaena colocou um par de luvas de couro, a fim de que não tivesse contato direto com os ingredientes nocivos daquele boticário. Logo depois, pegou as folhas de uma planta cujas flores eram de um rosa belíssimo. – Uma planta linda e, ao mesmo tempo tão mortal. Chama-se Oleandro, a toxina dela é capaz de matar uma criança em questão de segundos, contudo, o veneno que vou lhe ensinar hoje é direcionado para um adulto, logo, será necessário mais do que uma simples folha para preparar o veneno que estou prestes a fazer. – confessou para a serva como se fosse um segredo guardado a sete chaves, de fato, ninguém sabia que ela trabalhava com aquele tipo de coisa, exceto por seu fiel capataz, Phill, um eunuco meticuloso oriundo da cidade-livre de Lys. 

- Dizem que veneno é arma de mulher. – comentou a garota para sua senhora, esta apenas sorriu e respondeu ao comentário feito pela serva. – Deve ser não é mesmo, afinal, a maioria dos homens não tem inteligência o suficiente para lidar com eles. – ela falou, enquanto pegava as três folhas de oleandro, colocando-as dentro de um recipiente fundo, seguidamente, pegou o pistilo e começou a amassar aqueles resquícios de vegetal. Quando o mesmo tinha virado uma pasta grudenta de cor verde-acinzentada, Elaena pediu que sua serva pegasse um pouco de vinho em uma das prateleiras daquela saleta. – O vinho é apenas para camuflar o veneno e tirar o sabor forte do leite produzido pelas folhas de oleandro. – viu que a experiência estava completamente pronta, e agora precisava deixar apenas que o veneno descanasse até que atingisse um estado aceitável de maturação. – O veneno ficará guardado em um frasco onde não poderá entrar nenhuma partícula de ar. Quando estiver maturado o suficiente, já podemos usa-lo. – sorriu para a garota. – A criatividade é sua, esse veneno pode ser usado em qualquer tipo de comida ou bebida. – beijou o rosto de sua serva, ainda não sabia seu nome e nem se importava com tal detalhe, afinal, era só uma simples aprendiz, se um dia falhasse, teria uma morte bastante dolorosa.

- Não conte para ninguém, ou vou ser obrigada a tomar decisões severas a seu respeito. – deu uma palmada no ombro da garota. Em seguida, entregou o frasco com o veneno recém-criado para a menina e mandou que ela guardasse em uma estante que estava localizado perto de uma pequena abertura na parede. Aquela fresta de luz ajudaria na maturação da substância nociva que Elaena tinha acabado de preparar. – Pode sair criança, quando precisar de você novamente, mando chama-la. – despachou à criada, esta fez uma reverência desajeitada e saiu daquele lugar, decerto que voltaria no dia seguinte, afinal, a nobre arte do preparo de venenos era algo que chamava atenção de boa parte das mulheres em Dorne, visto que tais substâncias tornavam-se armas poderosas nas mãos certas e, Elaena, já tinha conseguido muitas conquistas através das simples gotinhas da morte, inclusive, tinha matado o próprio marido quando este ousou meter a colher nos assuntos da Senhora de Tombastela.


- Treino com Venenos

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum