Forte Sangrento

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Forte Sangrento

Mensagem por Balerion em Sab Mar 25, 2017 1:01 pm


Forte Sangrento

É uma das maiores seções do castelo. Assentado em sua própria ilhota, mais afastado do continente do que o Grande Forte. Seus salões são maiores e melhor mobiliados. Recebeu seu nome há mil anos, quando os filhos do Rei dos Rios foram assassinados dentro dele, e seus pedaços devolvidos a seu pai no continente. Para chegar ao Grande Forte, cruza-se um caminho coberto de pedra.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forte Sangrento

Mensagem por Victorian Greyjoy em Qua Abr 05, 2017 8:37 pm

King
of the Iron Island



Mesmo após décadas do dia da ascensão de sua família sobre as Ilhas de Ferro, os Greyjoy cresceram tão fortes quanto a mensagem emblemática dos Tyrell de Jardim de Cima. Já faziam anos de seu próspero governo sobre todos os nascidos de ferro em Westeros e Victorian estava com sua idade de trinta e oito anos, nem tão novo e não tão velho, com a mesma ambição ansiada pelos seus Ancestrais que nunca se contentaram com apenas suas próprias terras. -O que está morto não pode morrer... no entanto, volta mais forte. Disse ao grande salão dedicado ao Deus afogado, um local pouco iluminado durante a noite, contendo decorações mais excêntricas que podia oferecer ao seu Deus, de seus antepassados e do senhor seu pai. Seus olhos estavam fechados quando estava dedicando-se em seus clamores pelo patrono da região. Pronunciado suas palavras a cada vez que repetia com suas cordas vocais, o Homem ajoelhado levantou-se de maneira paciente e silenciosa, revelando olhares intensos de um verde claro quando abriu seus olhos.  

Depois de momentos de puro silêncio entre ele e a estátua que deveria ser representar ao Deus, Victorian simplesmente virou seu corpo na direção oposta e seguiu caminho até a grande porta de maneira, passando após empurrar as portas com suas forças. A porta em si era maior do que ele, feita de pau-ferro, tão resistente quanto aço normal. Passando pelo bloqueio entre o ambiente e o lado de fora, o Rei se tiu uma brisa invadir sua face em uma espécie de anúncio favorável dos ventos, levando-o crer que era uma obra do Deus em respeito as suas orações de horas. Sua visão fora focada até os céus límpidos de qualquer vestígios de tempestade naquela noite, anunciando em sussurros galanteadores aos ouvidos deste. Uma vez um jovem Greyjoy divertia-se velejando pelo desconhecido do continente em busca do desconhecido e riquezas para além do Mar Tremente, muito além de onde estava. Ora, aqueles tempos foram especiais até o momento que decidiu amadurecer, depois da morte de seu pai.  

Passou por uma ponte parada, feita de cordas e madeiras, cujo caminho conectava a outra parte da fortaleza de seu lar ancestral. Passou com calma por conta dos ventos fortes que balançavam aquele único meio de passagem até o outro lado do Castelo. Como senhor ceifeiro de Pyke também era normal que muitos temessem e outros tivessem inveja de seus dotes como Greyjoy, coisa que sempre esteve acostumado em convívio com a inveja de terceiros. Chegando a outra parte de seu trajeto, passou por um salão iluminado por grandes tochas de fogo, contendo alguns guardas que carregavam o simbólico animal mitológico, o Kraken, estampado em suas couraças. Não haviam muitos guardas espalhados pelo lado de dentro, apenas algumas dezenas, tendo a maior parte concentrada pelos arredores da Ilha. Os soldados presentes cumprimentavam seu senhor de maneiras mais chamativas possíveis, possivelmente em esperança de puxar seu saco em troca de posições e glórias... sim, Victorian conhecia bem aquele jogo político, embora preferisse pagar o preço de ferro e tomar tudo ao uso da força.  

Aproximando-se do local onde estaria o trono de sal, o pirata deu passos majestosos e dignos de seus títulos durante esses anos de preservação de sua imagem diante de todos, principalmente seus inimigos. Quando notou seu trono a frente de seu campo de visão ele deu passos mais cautelosos, encarando por consequência de sua paranóia todos que rodeavam em busca de uma oportunidade para aproximar deste. Todos eles eram pobres ovelhas perante o Homem, mal sabiam que suas tolas vidas pertenciam a partir do momento que ele assentou para anunciar seu governo sobre as Ilhas de Ferro. Sentou-se, por fim, ao seu local de direito, aconchegando-se ao desejo de almejo de muitos Nascidos de Ferros, a cadeira de sal. -Sem mais delongas, comecemos de uma vez esse assunto. Pelo que lembrava discutiram sobre a integridade de sua região perante a possível guerra que estouraria pelos outros demais reinos, que para ele não detinha nenhuma importância sequer.


Notas:Nenhuma



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum